1.7.09

No centenário, Euclides é tema de encontro
O Estado de S. Paulo - 01/07/2009 - Por Ubiratan Brasil

A importância do trabalho do escritor e jornalista Euclides da Cunha (1866-1909) inspira um dos principais encontros que vão ocorrer na Casa de Cultura, no Centro Histórico de Paraty, durante a Flip. No sábado, dia 4, a partir das 15h30 (com ingressos a R$ 10), haverá a mesa “O Mar e os Sertões”, organizada pelo Estado como um dos eventos comemorativos ao ano do centenário de morte do escritor, com quem o jornal teve longo e decisivo relacionamento - afinal, foi na cobertura de um dos conflitos mais sangrentos da história brasileira (a ação vitoriosa do exército contra revoltosos instalados na cidade baiana de Canudos) que Euclides se inspirou para escrever Os Sertões (1902). Da mesa vão participar os críticos literários Walnice Nogueira Galvão e Francisco Foot Hardman, além do escritor e cronista do Caderno 2 Milton Hatoum, com mediação do Daniel Piza, editor executivo do Estado. Todos mantêm estreita ligação com o trabalho euclidiano. O projeto continua no dia 14 de agosto, no auditório do Estado, com três mesas temáticas (ciclo sertanejo, ciclo amazônico e Euclides, conflitos e confrontos).